Buscar
  • Ambiental Itaipava

Produção de compensado brasileiro de pinus sofre redução

Atualizado: 9 de jul. de 2019

Tendência de queda anunciada há 60 dias se confirma e deve se intensificar. Resultado será estabilidade da oferta do produto no mercado internacional

As principais indústrias brasileiras de compensado de pinus iniciaram o processo de redução de suas produções. Tal posicionamento já se reflete nos dados de exportação divulgados nesta quarta-feira, 3 de julho, pela Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente (Abimci), que mostra uma queda de 14% no volume embarcado no mês de junho comparado ao mês anterior, e que tende a continuar em queda.


Os principais fabricantes de compensado do Brasil informaram à Abimci que já adotaram novas medidas para intensificar a diminuição da produção, dentre as quais paradas anunciadas, concessão de férias coletivas, diminuição das horas trabalhadas durante o dia ou de dias trabalhados durante a semana. Com isso, na avaliação da associação, os volumes embarcados no mês de julho devem representar uma queda ainda mais acentuada da produção.


A Abimci afirma que “a somatória dessas ações intensificará ainda mais a queda da produção, fato que já vem sendo notado nas últimas semanas, e que refletirá de forma direta na oferta do produto, contribuindo assim para a melhoria do ambiente de negócios do segmento de compensados para quem produz, assim como trará clareza e tranquilidade maior para a política de compras dos importadores do produto brasileiro”.


Matéria na íntegra, CLIQUE AQUI - ABIMCI


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo